by Tânia Gori

Deuses que nasceram dia 25 de Dezembro

deuses do dia 25

Nesta época de Natal, não custa lembrar que esta data festeja o nascimento de uma pessoa iluminada que nasceu em 25 de Dezembro, concebido de uma virgem. Foi anunciado por uma estrela e acompanhado por três sábios. Caminhou sobre as águas, foi batizado aos 30 anos. Lutou quarenta dias no deserto contra as tentações de Satã, curou doentes e cegos, tinha doze discípulos, fazia parte de uma trindade divina, foi traído, crucificado e ressuscitou em três dias e era conhecido como Messias. Seu nome era Hórus; Deus Hórus ou Deus Sol, era o Deus adorado pelos egípcios há 5000 anos atrás.

Em 1200 aC na Pérsia, (atual Irã), adoravam o Deus Mitra, chamado de “A Luz”. Também nascido em 25 de dezembro da virgem Aúra-Masda, teve 12 discípulos, fez milagres, morreu e ressuscitou no 3º dia.

Também na mesma época, em Roma, era venerado o Deus Attis, nasceu no dia 25 de dezembro da virgem Nana. Attis foi atraiçoado, morto e também ressuscitado depois de três dias.

No século zero, nasceu Jesus, o Deus que era seu próprio pai, seu próprio filho e um espírito ao mesmo tempo, nasceu também em 25 de dezembro, de mãe virgem, também teve acompanhamento de estrela que guiou três reis sábios, caminhou sobre as águas, foi batizado aos 30 anos, venceu o demônio no deserto, curou doentes e cegos, tinha doze discípulos. No final foi traído, crucificado e ressuscitou em três dias.

Esse Tri-Deus Jesus, que é pai, filho e um estranho espírito ao mesmo tempo, incrivelmente ainda é adorado atualmente por pessoas que admiram um canibalismo vampírico telepático ao “comer e beber” o sangue desse seu Deus Zumbi sem se darem conta que é somente uma fábula, que já deveria estar junto aos outro no devido altar dos mitos.

As religiões destratam tanto as mulheres que para dar algum valor ao sexo feminino eram criados estereótipos como ser virgem, por isto em quase todas as religiões seus mitos “nasceram” de mães virgens, por exemplo Krishna, Dionysio, Hercules, Zaratustra e outros tantos anteriores a Cristo.


Também estranho em pleno século 21 existirem mulheres que seguem alguma religião, provavelmente não leram sua história e por isto não sabem qual o valor delas numa instituição religiosa ou não tem amor próprio.

Conforme Eusébio de Cesaréia (265-339 d.C.), que foi o supervisor da doutrina cristã (entenda-se criação da Bíblia), nomeado pelo imperador Constantino, em seu “Preparação do evangelho”, ainda hoje publicado por editoras cristãs como a Baker House, escreve que ”às vezes é necessário mentir para beneficiar aqueles que requerem tal tratamento”. Ou seja, a falsidade era utilizada com objetivo de promover o cristianismo. Pois necessitavam criar evidências a favor da estória que pregoavam. Além de que a Igreja passou mais de mil anos destruindo tudo que considerava contrário aos seus dogmas e interesses, só deixando o que lhe favorecia.

O Papa Pio XII, o mesmo que ficou mudo, surdo e cego enquanto os nazistas trucidavam a Europa e evocou a pretensa “Infalibilidade papal” para definir o risivel dogma da Assunção do corpo da velha Virgem Maria aos céus, em 1955, falando para um Congresso Internacional de história em Roma, disse candidamente: “Para os cristãos, o problema da existência de Jesus Cristo concerne à fé, e não à história”.

Sem dúvida ele estava completamente certo! Fé cega, poderia ter melhor complementado.

Que no natal se comemore a festa, que tem mais de cinco mil anos, portanto pagã, e se deixe de lado a irracional adoração de mitos.

Resumindo : 

Jesus

Nasceu dia 25 de dezembro de uma mae virgem;
Nascimento acompanhado por uma estrela a Leste que foi seguida por três reis;
Aos 12 anos, era uma criança prodígio e foi Batizado aos 30 anos;
Tinha 12 discípulos e operou milagres;
Era “chamado” de Filho de Deus, Luz do Mundo, A Verdade, Filho adorado de Deus, Bom Pastor, Cordeiro de Deus, etc;
Foi traído, crucificado, enterrado e ressuscitou 3 dias depois.

Horus (egípcio) 3000 a.C.
Nasceu dia 25 de dezembro de uma “virgem”, a deusa Ísis-Meri com Osíris;
Nascimento acompanhado por uma estrela a Leste e seguida por 3 reis;
Aos 12 anos, era uma criança prodígio e foi Batizado aos 30 anos;
Tinha 12 discípulos e viajou com eles;
Operou milagres e andou sobre as águas;
Era “chamado” de Filho de Deus, Luz do Mundo, A Verdade, Filho adorado de Deus, Bom Pastor, Cordeiro de Deus, etc;
Foi traído, crucificado, enterrado e ressuscitou 3 dias depois.

Nos outros deuses, encontramos a mesma estrutura “mitológica”. Vejamos:

Mitra (persa – romano) 1200 a.C
Nasceu dia 25 de dezembro de uma mãe virgem;
teve 12 discípulos e praticou milagres;
morreu crucificado e ressuscitou no 3º dia;
era chamado de “A Verdade”, “A Luz”. |Veio para lavar os pecados da humanidade;
Foi batizado e tinha um “filho”, chamado Zoroastro.

Attis (Frígia – Roma) 1200 a.C.
Nasceu dia 25 de dezembro de uma virgem;
Foi crucificado, morreu e foi enterrado, ressuscitou no 3º dia;

Krishna (hindu – índia) 900 a.C
Nasceu dia 25 de dezembro de uma mãe virgem;
Uma estrela avisou a sua chegada. Fez milagres e após morrer, ressuscitou.

Dionísio (Grego) 500 a.C
Nasceu em 25 de dezembro de uma virgem;
Foi peregrino, transformou água em vinho.
Chamado de Rei dos reis, Alpha e ômega, após a morte, ressuscitou;
Nascido da virgem Sémele (que foi fecundada por Zeus);

Quando criança, quiseram matá-lo;

Fez milagres, como a transformação da água em vinho e a multiplicação dos peixes;

Após a morte, ressuscitou;

Deus grego-romano do vinho;

Era chamado de “Filho pródigo” de Zeus.

Tamuz

Deus da Suméria e Fenícia, morreu com uma chaga no flanco e, três dias depois, levantou-se do túmulo e o deixou vazio com a pedra que o fechava a um lado. Belém era o centro do culto a Tamuz.

Buda – séc. V a.C.:

Sua missão de salvador do mundo foi profetizada quando ele ainda era um bebê;

Por volta dos 30 anos inicia sua vida espiritual;

Foi impiedosamente tentado pelas forças do mal enquanto jejuava;

Caminhou sobre as águas (Anguttara Nikaya 3:60);

Ensinava por meio de parábolas, inclusive uma sobre um “filho pródigo”;

A partir de um pão alimentou 500 discípulos, e ainda sobrou (Jataka);

Transfigurou-se em frente aos discípulos, com luz saindo de seu corpo;

Após sua morte, ressuscitou (apenas na tradição chinesa).

Hércules – séc. II a.C.:

Nascido da virgem Alcmena, que foi fecundada por Zeus;

Seu nascimento é comemorado em 25 de dezembro;

Foi impiedosamente tentado pelas forças do mal (Hera, a ciumenta esposa de Zeus);

A causadora de sua morte (sua esposa) se arrepende e se mata enforcada.

Estão presentes no momento de sua morte sua mãe e seu discípulo mais amado (Hylas);

Sua morte é acompanhada por um terremoto e um eclipse do Sol;

Após sua morte, ressuscitou, ascendendo aos céus.

Existem outros deuses com características muito semelhantes a estes. Mas estes são os mais conhecidos. Quando o cristianismo surgiu estes deuses ainda eram adorados. Como religião está relacionada a geografia e ao tempo, atualmente se pode ser cristão, budista, judeu, muçulmano, etc. Só depende do local de da postura dos pais.

Beijos Encantados

Tânia Gori

Tagged as: , , , , , ,

Gratidão pelo seu comentário ... Estarei respondendo assim que possível... Beijos Encantados ... Tânia Gori

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Universidade Livre Holística Casa de Bruxa

(11) 4994.4327
Segunda a Sexta : Das 10h as 22h
Sábado : Das 10h as 17h
Domingos : Ligar para verificação de quais estaremos funcionando.
%d bloggers like this: