Poções & Encantos by Tânia Gori

Reflexão :O Pudim

O PUDIM (por Marta Medeiros)

“ Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir Pudim de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente um pedacinho minúsculo do meu pudim preferido. Um só.

Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência,
comprar um pudim bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O PUDIM é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.

A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.

Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.

Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de ‘fácil’).

Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.

Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo.

Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em ‘acertar’, tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação…

Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão…

Às vezes dá vontade de fazer tudo ‘errado’. Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.

Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito. Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim: ‘Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora’…

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar vários pedaços de pudim,bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo. Um dia. Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga:
um pudim inteiro
um sofá pra eu ver 10 episódios do ‘Law and Order’,
uma caixa de trufas bem macias
e o Richard Gere, nu, embrulhado pra presente.
OK?
Não necessariamente nessa ordem.

Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.”

“Não tenho tempo para mais nada, ser feliz me consome muito”  – Clarice Lispector. 

Aproveitando para deixar uma receita deliciosa de Pudim de Leite ( Harmonia de sua casa )

PARA O CARAMELO

Ingredientes

2 xícaras (chá) de açúcar
3/4 xícara (chá) de água

Modo de Preparo

1. Coloque o açúcar e a água numa fôrma de pudim de cerca de 28 cm de diâmetro. Misture com uma colher até o açúcar dissolver.

2. Leve a fôrma ao fogo baixo e deixe por 15 minutos, sem mexer. Desligue o fogo quando o caramelo estiver marrom, tome cuidado para não deixar queimar.

3. Com a ajuda das costas de uma colher, espalhe o caramelo por toda a fôrma. Reserve.

PARA O PUDIM

Ingredientes

4 ovos
1 lata de leite condensado
2 medidas lata de leite

Modo de Preparo

1. Preaqueça o forno a 180º C (temperatura média).

2. Coloque o leite condensado e o leite numa tigela. Peneire os ovos e adicione-os à tigela. Bata com um fouet (batedor de arame) até obter uma mistura homogênea.

3. Transfira a mistura para a fôrma de pudim já caramelizada. Cubra-a com papel-alumínio.

4. Coloque a fôrma de pudim dentro de uma assadeira e leve ao forno. Ponha um pouco de água na assadeira, para que o pudim asse em banho-maria. Deixe assar por 1 hora e 30 minutos.

5. Para verificar se o pudim já está assado, espete um palitinho no centro. Se sair limpo, o pudim já está pronto. Caso contrário, deixe o pudim por mais alguns minutos no forno.

6. Quando o pudim estiver pronto, retire-o do forno com cuidado para não se queimar. Tire a fôrma de pudim de dentro da assadeira com água e deixe esfriar. Depois de frio, leve o pudim à geladeira por no mínimo 2 horas.

7. Para desenformar o pudim, passe uma faquinha de ponta arredondada nas laterais da fôrma. Coloque a fôrma sobre a chama do fogão, com o fogo baixo. Deixe por 20 segundos. Isso fará com que o pudim saia mais facilmente.

8. Coloque um prato sobre a fôrma e vire-a de uma vez. Sirva gelado.

 

Anúncios

Tagged as: , ,

1 Response »

  1. Eu consegui fazer pudim de leite condensado duas vezes na vida, a primeira delas foi pra um namorado, acho que o amor foi o tempero… rsrs Definitivamente não tenho mão pra pudim, agora pode madnar o Richard Gere nem precisa embrulhar pra presente. E se estiver em falta manda o Antonio Banderas!!! Beijos! E como dizem Carpe Dien!

Gratidão pelo seu comentário ... Estarei respondendo assim que possível... Beijos Encantados ... Tânia Gori

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Universidade Livre Holística Casa de Bruxa

(11) 4994.4327
Segunda a Sexta : Das 10h as 22h
Sábado : Das 10h as 17h
Domingos : Ligar para verificação de quais estaremos funcionando.
%d bloggers like this: